facebook 
Home Futebol Colunistas Planeta música Vagas de Empregos Documentos perdidos Fotos Promoções Contato
            Pontal Abrangência Programas
Colunistas
AI QUE SAUDADE DA AMÉLIA
Por: Dr Marcos Gabiroba
 
Registra a história “greco-romana” que em 22 de junho do ano 79 d.C., portanto, há 1935 anos, Vespasiano, imperador romano, prestes a morrer, escreveu uma carta a seu filho Tito, seu sucessor, cujo teor expressava seu último desejo. Escreveu ele: “Tito meu filho, estou morrendo. Logo eu serei pó e tu o imperador. Espero que os deuses te ajudem na árdua tarefa, afastando as tempestades e os inimigos, acalmando os vulcões e os jornalistas. De minha parte, só o que posso fazer é dar-te um conselho: não pare a construção do Colosseum. Em menos de um ano ele ficará pronto, dando-te muitas alegrias e infinita memória. “Alguns senadores o criticarão, dizendo que deveríamos investir em obras sociais, redes de esgotos e em escolas. Não dê ouvidos a esses poucos. Pensa: onde o povo prefere pousar seu clunis (nádegas): numa privada, num banco de escola ou num estádio? Num estádio, é claro. Será uma imensa propaganda para ti. Ela ficará no coração do povo de Roma por “omnia saecula saeculorum” (por todos os séculos dos séculos), e sempre que o olharem dirão: “Estais vendo este colosso? Foi Vespasiano quem começou e Tito, seu filho, quem o inaugurou!”. Outra vantagem do Colosseum: ao erguê-lo, teremos repassado dinheiro público aos nossos amigos construtores, que tanto nos ajudam nos momentos de precisão. Moralistas e loucos dirão que mais certo seria reformar as velhas arenas. 
 
 
Mas todos sabem que é melhor usar roupas novas que remendadas. “Vel caeco appareat”, isto é, até um cego enxergará isso. Portanto, deves construir esse estádio em Roma. Enfim meu filho, desejo-te sorte e deixo-te uma frase que perdurará para sempre: “ad captandum vulgus, panen et circenses”, isto é, para seduzir o povo: pão e circo.“Esperarei por ti ao lado de Júpiter”. .................................................................. Vespasiano morreu no dia seguinte à carta. Tito, seu filho, inaugurou o Coliseu com 100 dias de festas. Tanto o pai quanto o filho foram deificados pelo senado romano. Ainda hoje, o monumento em ruínas na cidade eterna, é considerado um dos mais visitados pontos turísticos da Itália. A propósito, o relato histórico conduz-nos a refletir sobre a Copa do Mundo prestes a iniciar no mês de junho, isto é, daqui a 66 dias; as eleições em outubro próximo e as Olimpíadas em 2016 se perpetuam com a sentença proferida por Vespasiano: “Onde o povo prefere pousar seu clunis (nádegas): numa privada, num banco de escola ou num estádio?” Pausa para sua meditação: tchan-tchan-tchan-tchammm. Foi assim pensando que a ditadura civil do PT em Brasília e Brasil afora 
faz com o nosso dinheiro público jogando-o ralo abaixo na construção do Itaquerão em São Paulo para beneficiar o “Vai Curintians” do ex-barbudo que é seu conselheiro. Assim gente, foi toda gastança fenomenal. Os monumentais estádios em Cuiabá, no Mato Grosso, em Recife, em Manaus e em Natal, mesmo que nem haja futebol por esses lugares.
 
Só para se ter um ideia: em Cuiabá, a Arena Pantanal terá 43.660 lugares. No último campeonato Mato-grossense a média de público foi inferior a 1.000 pessoas por partida. Em Recife foi construído o monumental “Arena Pernambuco”, embora, todos os principais clubes do Estado já possuem seus estádios próprios. Em Manaus, pior ainda: a “Arena Mata Amazônica” terá 47.000 lugares, quando, na realidade, no último campeonato estadual, juntando os 80 jogos realizados o público total foi de 37.971 expectadores. E a gastança continuou: Estádio Mané Garrincha, em Brasília, mais de R$ 1,5 bilhões; Maracanã, no Rio de Janeiro, mais de R$ 1,25 bilhões; Mineirão, agora, “Arena Mineirão”, dizem as boas e más línguas que foram R$ 650 milhões (você acredita?); Arena Independência, R$ 400 milhões (você também acredita?). Tudo isto gente sem contar o Beira Rio no Rio Grande do Sul, a Arena da Baixada, do Clube Atlético Paranaense, no Paraná; a Arena das Dunas no Rio Grande do Norte, a Arena Fonte Nova na Bahia, a Arena Castelão em Fortaleza, no Ceará e as costumeiras roubalheiras, mais os super faturamentos que consumirão mais de R$ 35 bilhões dos cofres públicos, comprovadamente demonstrados pelas “prestações de contas” e o povo, assim oh!, batendo “parmas de contentamento”. 
 
Enquanto tudo isso acontece sob “as barbas do Profeta”, esse povo que detém o poder na terra “brasilis” se preocupa em não esquecer o passado, isto é, o “espírito revanchista” predomina e todo dia, toda hora, em todos os momentos temos que ouvir falar em “Comissão da Verdade”, na “Ditadura Militar de cinqüenta anos atrás, sobre campanha de revisão da Lei de Anistia; que os atos do período militar não 
terminaram. Esquecem que o terror de hoje com o apoio desses “caras pálidas”, pagos com nosso suado dinheiro para promoveram a violência urbana, a baderna com depredação do bem público, a rebelião em todos os presídios, onde a maioria dos cárceres e os criminosos que lá estão vivem amontoados em celas imundas, num verdadeiro inferno de Dante, incêndios em ônibus urbanos a intranqüilizar o povo são muito piores dos acontecimentos do passado. É preciso lembrar que o movimento de 1964 que durou 21 anos teve dois lados. Por que só se lembrar de um lado? E do outro, hoje no poder, tudo foi maravilha? Tudo é beleza pura? Será que Vespasiano estava certo? “O grande negócio é construir estádios”? Pão e circo para todos é o melhor remédio? Sinceramente, o País já está de saco cheio de tantas mentiras, imbróglios e tantas falcatruas que até Deus duvida. Vejam amigos, esse governo e “companheiro” do PT conseguiu a maior proeza de sua administração: quebraram a Petrobrás, a maior empresa produtora de petróleo da América Latina, assim como a Eletrobrás. Não conseguiram construir nenhuma usina hidroelétrica durante 12 anos e o caos do apagão se aproxima a passos largos. Parece-nos que esse povo, hoje detentor do poder, numa autêntica ditadura civil, está mesmo é com saudades do tempo da ditadura militar, quando éramos mais felizes. Pense nisso.
 
Ótima semana para todos!!! 





TOP MAIS
1 - MARÍLIA MENDONÇA AMANTE NÃO TEM LAR
2 - DILSINHO CANSEI DE FARRA
3 - HENRIQUE E JULIANO AQUELA PESSOA
4 - ZEZÉ DI CAMARGO E LUCIANO DESTINO
5 - ANITTA PARADINHA

 

Telefone de contato: (31) 3831-3522 / 3831-2878 / E-mail: pontal@radiopontal.com.br
Estamos localizado na Rua Francisco Osório de Menezes, 900 - Campestre - Itabira/MG
Rádio Pontal FM 104,3 - 2017. Todos os direitos reservados. - Site Ouro