facebook 
Home Futebol Colunistas Planeta música Vagas de Empregos Documentos perdidos Fotos Promoções Contato
            Pontal Abrangência Programas
Colunistas
A CRÔNICA DA SEMANA: A GRANDEZA DE UMA PESSOA É RECONHECER SUA PEQUENEZ

 

Por Dr Marcos Gabiroba

 

Amigos, ouvintes e leitores já perceberam que o ser humano, em particular ou no geral não gosta da solidão? E luta a vida inteira para libertar-se desta sombra incômoda, desconfortável? Que milhões de pessoas se encharcam de barulho e televisão para fugir da solidão? Conectados com o mundo e os acontecimentos, sentimo-nos menos solitários e desamparados. Mais seguros, imbatíveis, imortais? Pura ilusão. Porém, esta é uma ilusão puramente terapêutica, benfeitora: ela é quem nos faz mergulhar para dentro de nós mesmos, ao núcleo central de nossa identidade.

Enquanto muitos cidadãos fogem desse encontro frontal com o seu EU profundo, os sábios da arte de viver amam o silêncio orante, redentor. Diga-me quais os silêncios que você curte e as solidões que você cultiva e eu saberei se você navega planícies ou escala uma montanha, disse verta vez um sábio. Já pensou nisso. A vida é assim: ora você percorre planícies; ora escala uma montanha para depois descansar, não é mesmo?

Dias desses encontrei uma frase, talvez de para-choque de caminhão, que expressava uma realidade insofismável: “De tanto lutar pela vida, esquecemo-nos de viver”. Infelizmente, isso acontece, querendo ou não. Afogados em tarefas, escravos do relógio, pelejando pela sobrevivência, terminamos cansados, nervosos, exauridos, já sem capacidade para uns minutos de silêncio e reflexão. Sem um instante para admirar a beleza de uma flor, o canto de um pássaro, o sorriso de uma criança ou a poesia de um entardecer, não é mesmo? O mundo moderno extrai de cada um de nós essa oportunidade de amar mais a vida, valorizar ao máximo os mínimos detalhes que a própria natureza nos oferece diariamente. A hora é o agora: não deixe escapar pelos dedos o maior tesouro que o próprio Deus nos deixou: a sua existência. A nossa existência.

E dentro de sua existência, como ser humano, a capacidade de ser grande traduz a conquista de uma série de qualidades já desenvolvidas, ficando evidente como são admiradas pelas virtudes que demonstram nas pequenas ou grandes coisas. No que se relaciona com o ser humano, a capacidade de ser grande traduz a conquista de uma série de qualidades já desenvolvidas por certas pessoas. Por exemplo: quando qualquer um de nós fala “fulano é um grande homem” ou “ela é uma grande mulher”, fica evidente como estamos admirados pelas virtudes demonstradas por aquelas pessoas, não é mesmo?

Estas pessoas podem desenvolver e demonstrar virtudes que as fazem grandes profissionais, como por exemplo, um grande cientista, um escritor, um religioso, um pensador, um filósofo, um médico, uma perfeita dona de casa ou uma mãe ou um pai virtuosos, não é mesmo? Por outro lado, sempre tivemos também aquelas pessoas que demonstram muitas qualidades morais e espirituais ao longo de suas vidas e deixaram grandes exemplos de virtudes à Humanidade. Exemplos como Jesus, Gandhi, São Francisco de Assis, Madre Tereza de Calcutá, Irmã Dulce e tantos outros que nossa vã filosofia faz-nos esquecer. Em ambos os casos geralmente essas pessoas deram contribuições a grupos de pessoas ou à Humanidade em geral, seja através do trabalho ou de exemplos sublimes diante da vida. São pessoas cujos nomes simbolizam a doação de si mesmas pelo puro prazer de servir aos semelhantes.

Porém, não podemos nos esquecer daquelas pessoas que são simples pessoas do povo e do nosso convívio que possuem virtudes bem desenvolvidas como o amor ao próximo, a caridade, a bondade, a humildade e a simplicidade e acredito que deveríamos também percebê-las como sendo grandes pessoas. Assim, a grandeza vista por este ponto de vista, constitui-se na conquista de muitos valores nobres de uma forma tão evidente que os outros não têm como não perceber.

Na nossa vida cotidiana estamos acostumados a evidenciar os grandes feitos de pessoas historicamente significativas, porém, não podemos deixar de perceber e valorizar os pequenos atos que recebemos do próximo que nos beneficia com grandeza de espírito na nossa transformação em pessoas melhores. Já pensou nisso? Neste contexto, podemos observar que existem pessoas que passam por situações difíceis que lhes trazem muitos sofrimentos e que possuem dentro de si o poder de enfrentar qualquer dificuldade, dando conta de seus problemas. O mérito e a grandeza dessas pessoas consistem em suportar sem lamentar os males, continuar lutando e não se desesperar já que a lamentação bloqueia energeticamente a solução dos problemas. Você caro ouvinte, talvez, já tenha passado por situações difíceis, as mais inimagináveis do possível e não tenha se apercebido que se saiu de forma vencedora, porque você, sem quer, ou querendo colocou Deus à sua frente e os problemas simplesmente desapareceram.

Por outro lado, são também grandes aqueles que suportam injustiças, vivem em ambientes perigosos e agressivos, ou enfrentam grandes obstáculos e continuam serenos, donos de si. Claro que esta serenidade não significa passividade, porém, jamais agressividade, pois ser agressivo demonstra pequenez de espírito. O maior exemplo deste comportamento foi a perseguição feita a Jesus e o Seu exemplo de superioridade e compaixão pelos que o perseguiram. Assim como o homem comum consegue superar situações diversas de injustiças usando a grandeza espiritual, você, eu, todos nós somos também capazes de vencer qualquer dificuldade ou problema por maior ou menos que sejam. Pense nisso. Mas é de bom alvitre lembrar que quem busca a sua própria grandeza é todo aquele que sai da mesmice, trabalha para evitar os desgastes que possam existir em suas relações e tenha a percepção do seu poder interior, ativando o seu próprio desenvolvimento como um ser humano e espiritualmente forte na fé e convicção de ser você mesmo, pois a grandeza de uma pessoa está em saber reconhecer a sua própria pequenez.

PENSE NISSO! 

Siga-me nas redes sociais: www.facebook.com/marcos.gabiroba

UMA ÓTIMA E ABENÇOADA SEMANA!

 






TOP MAIS
1 - CAPITAL INICIAL NÃO ME OLHE ASSIM
2 - CALVIN HARRIS FEAT DUA LIPA ONE KISS
3 - BRUNO E MARRONE BEIJO DE VARANDA
4 - ATITUDE 67 CERVEJA DE GARRAFA
5 - MATHEUS & KAUAN FEAT ANITTA AO VIVO E A CORES

 

Telefone de contato: (31) 3831-3522 / 3831-2878 / E-mail: pontal@radiopontal.com.br
Estamos localizado na Rua Francisco Osório de Menezes, 900 - Campestre - Itabira/MG
Rádio Pontal FM 104,3 - 2018. Todos os direitos reservados. - Site Ouro