facebook 
Home Futebol Colunistas Planeta música Vagas de Empregos Documentos perdidos Fotos Promoções Contato
            Pontal Abrangência Programas
Bom dia - Itabira, domingo, 21 de abril de 2019 Hora: 11:04
Colunistas
A CRÔNICA DA SEMANA: O DIA DE SÃO JOSÉ, O PATRONO DAS FAMÍLIAS

 

Por Dr Marcos Gabiroba

Meus amigos e ouvintes, terça-feira última, dia 19 foi o dia de São José. A Bíblia não tem muitas referências a São José, o pai adotivo de Jesus. Quem foi o homem que criou o Salvador do mundo? Nos dois primeiros capítulos do Evangelho de Mateus mostram um pouco do seu caráter e da sua fidelidade a Deus. Nada mais.
 
Quando soube da gravidez de Maria, decidiu romper o compromisso com ela  secretamente assumido para que ela não fosse humilhada diante de todos – desse modo obedeceria a Deus e demonstraria compaixão por Maria. Mas nem precisou fazer isso, pois um anjo apareceu em seu sonho e forneceu as explicações e orientações de que ele precisava, conforme nos exalta Mateus 1 18-24.
 
José obedeceu, tanta naquela ocasião como nas situações relatadas no texto, em que protegeu sua família levando-a para o Egito e depois para Nazaré, na Galileia, segundo a orientação divina. José era um homem comum e seus vizinhos não sabiam que ele estava cuidando do Messias e de sua educação. Às vezes ele tinha medo e hesitava, mas recebia a orientação de Deus e obedecia sem fazer perguntas. Este homem de princípios foi, ao que parece, um marido me pai exemplar, um modelo de fidelidade ao garoto que criou como seu próprio filho e a quem ensinou sua profissão, a carpintaria – como todo bom pai fazia naquela época.
 
Hoje em dia pensando na vida de José, o que você faria em seu lugar? Teria dado atenção a mensagens angelicais em sonhos? Teria obedecido sem contestar ou tomaria decisões baseadas em seus próprios conceitos e vontades? Pensem nisso.
 
No mundo moderno, Deus continua nos falando sua mensagem em sonhos e realidades, e, talvez, não precisamos de mensagens em sonhos, pois a Bíblia contém o registro da vontade de Deus e orientações práticas para a vida cristã. Além disso, O Espírito Santo orienta quem deseja seguir e cumprir os propósitos de Deus. Você, caro ouvinte de nosso encontro semanal tem, por acaso seguido essas orientações? Tem buscado fazer o que Deus quer, não importando sua própria vontade? Você permite que Deus guie sai vida assim como fez com São José? José tinha motivos para duvidar das orientações que recebeu? Ou teve fé suficiente para segui-las? Pensem nisso, pois confiar em Deus e obedecer-lhe é o que dá valor a vida. Isto é, a sua vida, não é mesmo?
 
Conforme descreve São Francisco de Salles, São José foi fiel em humildade, e, não podemos descrevê-lo com base na sua perfeição, pois, apesar de ser quem era, em que pobreza e opróbrio viveu durante toda a sua vida! Pobreza e opróbrio sob os quais escondeu e encobriu as suas grandes virtudes e a sua dignidade. […] Na verdade, não tenho dúvida nenhuma de que os anjos, cheios de admiração, vinham em bando considerar e admirar a humildade com que cuidava do Menino na oficina onde praticava o seu ofício, para alimentar o Filho e a Mãe que lhe estavam confiados pela graça e ordem do Senhor Deus Pai.
 
São José foi certamente mais corajoso que David e mais sábio que Salomão; e, no entanto, vendo-o dedicado ao exercício da carpintaria, quem poderia conceber tal coisa sem estar iluminado pela luz celeste, tão bem escondido trazia os dons admiráveis com que Deus o tinha agraciado! Mas tinha de ter muita sabedoria, visto que Deus pusera a seu cargo o seu glorioso Filho […], o Príncipe universal do Céu e da Terra! […] E, apesar de tudo, vede como se rebaixou e humilhou mais do que se poderia dizer ou imaginar […]: vai à sua terra, à sua cidade de Belém, e é rejeitado por todos. […] Vede como se submete às orientações do anjo: este lhe diz que tem de ir para o Egito e ele vai; ordena-lhe que regresse e ele regressa. Deus quer que ele se mantenha sempre pobre […], e ele a isso se submete amorosamente, e não apenas durante algum tempo, pois permaneceu pobre toda a sua vida. São José o Patrono da Família. O carpinteiro, o descendente de Davi, o escolhido; o Pai Adotivo daquele que deu a vida por seus amigos proclamando: “Amai-vos uns aos outros como Eu vos Amei!”
 
O que caracterizou a vida de São José naquele tempo e, ainda hoje é caracterizado nos Josés modernos foi a perseverança, a humildade e a obediência aos Anjos enviados por Deus em seus sonhos. José acreditou e confiou no Senhor e cumpriu as ordens espirituais. Nosso problema ainda hoje não é a ausência de conhecimento bíblico em si, mas a falta de praticar com perseverança aquilo que aprendemos quando lemos a palavra de Deus. Na maioria das vezes ficamos cegos, surdos e mudos e não vemos, não escutamos e nos emudecemos diante de uma realidade por causa de nossa pouca, ou quase nenhuma fé em Deus e nos seus enviados divinos, não é mesmo? Aprender com as leituras bíblicas é ser perseverante e mostrando a fé em Deus pela obediência a seus mandamentos. Assim fez José! E você José ou Josefa de hoje tem sido perseverante, obediente e confia no Senhor, através de seus enviados em sonhos e nos sinais dos tempos modernos?
 
Confiar em Deus e obedecer-lhe é o que dá valor à vida, ensina-nos São José. Ser perseverante é ter fé que não muda. É Palavra de Deus em ação sempre. Pensem nisso. São José continua a viver na humildade de sua carpintaria construindo e reconstruindo vidas para que a Palavra de seu filho adotivo permaneça eternamente.
 
Ótima semana para todos!!! 
 

teste



TOP MAIS
1 - BRUNO E MARRONE PART JORGE E MATHEUS SURTO DE AMOR
2 - JOHN LEGEND PREACH
3 - DILSINHO CONTROLE REMOTO
4 - GUSTTAVO LIMA CEM MIL
5 - MARCELO FALCÃO VIVER

 

Telefone de contato: (31) 3831-3522 / 3831-2878 / E-mail: pontal@radiopontal.com.br
Estamos localizado na Rua Francisco Osório de Menezes, 900 - Campestre - Itabira/MG
Rádio Pontal FM 104,3 - 2019. Todos os direitos reservados. - Site Ouro