facebook 
Home Futebol Colunistas Planeta música Vagas de Empregos Documentos perdidos Fotos Promoções Contato
            Pontal Abrangência Programas
Futebol
Valério não aproveita vantagem numérica, para em catimba e perde para o Coimbra

 

A vantagem de jogar com dois jogadores a mais em boa parte do jogo não foi o suficiente para o Valério alcançar um bom resultado na noite desta quarta-feira, 31 de agosto, no Israel Pinheiro, em Itabira. O Dragão encontrou um Coimbra retrancado e que abusou do antijogo para segurar a vitória por 1 a 0. Wagner, logo aos 3 minutos de partida, em cobrança de pênalti, fez o gol único do confronto.

O resultado levou a equipe de Belo Horizonte para a liderança da Chave A, com 15 pontos, e garantiu a classificação antecipada do Coimbra para o Hexagonal Final da Segunda Divisão do Campeonato Mineiro. Ao Valério, que tem 12 pontos, resta vencer um dos três últimos jogos para também avançar para fase decisiva da competição.

O jogo

Valério e Coimbra fizeram um jogo tenso, com muitos cartões amarelos, paralisações excessivas e duas expulsões. O time visitante, especialmente depois de ter saído em vantagem no marcador e de ter a primeira expulsão, abusou da catimba e irritou comissão técnica e jogadores do VEC. O Dragão, no entanto, mostrou pouca eficiência e insistiu em jogadas áreas sem sucesso quando tinha a vantagem numérica.

O gol do Coimbra saiu logo no início do jogo. Aos dois minutos, Alan Patrick fez jogada pela esquerda e foi derrubado por Lima dentro da grande área. Pênalti assinalado pelo árbitro Gabriel Murta Barbosa Maciel e convertido pelo atacante Wagner: 0 a 1 para os visitantes.

A equipe de BH tinha controle da partida e se aproveitava do baixo índice de acertos do Valério. Aos 21, os visitantes chegaram novamente. Em boa jogada, a bola chegou para Rodrigo Mucuri, que chutou colocado, com perigo.

O Valério só chegou pela primeira vez aos 23. Após cobrança de escanteio, o goleiro Bernardo saiu mal e a bola sobrou para Lucas Villela. O atacante cabeceou meio no susto e acertou a trave. Na sequência, a zaga afastou para longe.

A primeira expulsão veio aos 35 da etapa inicial. Alan Patrick, principal jogador do Coimbra, levou o segundo amarelo por retardar uma cobrança de lateral. Confusão em campo e muita reclamação por parte dos visitantes. A partida ficou muito tempo parada e quando retornou teve um Valério mais presente no ataque.

Aos 40, Capixaba foi lançado pela esquerda e bateu cruzado, assustando o goleiro adversário. Aos 44, o centroavante do Valério teve nova chance. O camisa 9 recebeu de Lucas Villela e bateu rasteiro. Bernardo espalmou para escanteio e evitou o gol de empate do Valério.

Segundo tempo

O final do primeiro tempo já indicava como seria a segunda etapa. Sempre que podiam, os jogadores do Coimbra se jogavam no gramado reclamando de algum tipo de dor. Somente o goleiro Bernardo utilizou esse recurso mais de cinco vezes. O árbitro passou a distribuir cartões amarelos, mas não tinha o controle da partida.

O Valério começou a segunda etapa pressionando. Chegou aos 2 minutos, em cobrança de falta de Felipe Linhares, aos 10, em jogada de Guilherme pela esquerda, e aos 12, na mais perigosa delas, em belo chute de virada de Lucas Villela.

Aos 14 minutos, o Coimbra teve o segundo jogador expulso. Após uma paralisação na própria área, o zagueiro Rodrigão teve uma discussão com o árbitro e recebeu o vermelho direto. Mais confusão e, de novo, o jogo ficou parado por muito tempo. Foi preciso intervenção dos seguranças para tirar o atleta do gramado.

Com dois a mais em campo, a impressão era de que o Valério sufocaria o adversário e chegaria ao menos ao empate. Mas isso não aconteceu. O Dragão até se manteve no campo de ataque, mas insistia em lançamentos longos e bolas alçadas na área. Todas as bolas eram rebatidas pela zaga do Coimbra, que se limitou a tentar escapar em contra-ataques e manter a bola o máximo possível no campo do VEC.

O técnico Luis Henrique trocou o lateral Careca pelo itabirano Lázaro. Depois, tirou o zagueiro Davy e lançou o atacante Silas, mas nada adiantou. O Valério sequer criou um lance de maior perigo contra a meta do Coimbra. Do outro lado, os jogadores visitantes se defendiam como podiam e se atiravam no gramado para esfriar a partida.

O árbitro deu oito minutos de acréscimos ao fim da partida e, mesmo no tempo extra, precisou distribuir amarelos para os jogadores do Coimbra que interrompiam o jogo. O tempo não foi o suficiente para o Valério alcançar o empate. Fim de jogo, comemoração do Coimbra, garantido no Hexagonal.


Momento em que zagueiro Rodrigão é expulso no segundo tempo

Próxima rodada

No prosseguimento do campeonato, o Valério volta a campo no próximo domingo, 4 de setembro, às 10h30, no estádio Israel Pinheiro, em Itabira, diante do Siderúrgica. Já o Coimbra joga na segunda-feira, 5, às 15h30, no Castor Cifuentes, em Nova Lima, contra o União Luziense. 

Ficha técnica

Valério

Alisson; Careca (Lázaro), Ulisses, Davy (Silas) e Igor Reis; Lima (Arilson), Josemar, Guilherme e Felipe Linhares; Lucas Villela e Felipe Capixaba
Técnico: Luis Henrique Arantes

 

Coimbra

Bernardo; Iuri, Rodrigão, Patrick e Michael; Wellyson, Alemão (Mateus Santana), Lucas Pinheiro e Allan Patrick; Wagner (José Eduardo) e Rodrigo Mucuri (Kaka)
Técnico: Carlos Eduardo Cosmi

 

Cartões amarelos: Careca e Lucas Villela (Valério); Bernardo, Wellyson, Lucas Pinheiro, Allan Patrick e José Eduardo (Coimbra)

 

Cartões vermelhos: Allan Patrick e Rodrigão (Coimbra)






TOP MAIS
1 - HENRIQUE E JULIANO 5 KM
2 - DILSINHO CANSEI DE FARRA
3 - KATY PERRY FT NICKI MINAJ SWISH SWISH
4 - ZEZÉ DI CAMARGO E LUCIANO - DESTINO
5 - KELL SMITH ERA UMA VEZ

 

Telefone de contato: (31) 3831-3522 / 3831-2878 / E-mail: pontal@radiopontal.com.br
Estamos localizado na Rua Francisco Osório de Menezes, 900 - Campestre - Itabira/MG
Rádio Pontal FM 104,3 - 2017. Todos os direitos reservados. - Site Ouro