facebook 
Home Futebol Colunistas Planeta música Vagas de Empregos Documentos perdidos Fotos Promoções Contato
            Pontal Abrangência Programas
Futebol
Coelho, Galo e Raposa: os motivos de cada um na briga pelo Campeonato Mineiro 2018

 

Hoje em dia.

 

Ele nunca aparece na lista de prioridades dos clubes no início da temporada, já foi chamado de Rural e quase nunca é um sucesso de público, mas todo ano é muito comemorado por quem levanta a taça. E o Campeonato Mineiro de 2018, além desse ingrediente, tem outros, pelo menos um para cada clube de Belo Horizonte que estará na disputa.

Atual campeão, o Atlético teve o Estadual como conquista única em 2017 numa temporada em que sonhava com o Brasil e a América, mas acabou fracassando nas disputas da Série A (9º colocado) e da Copa Libertadores (eliminado nas oitavas pelo Jorge Wilstermann-BOL).

Em 2018, o desafio é mudar esse enredo, principalmente numa temporada em que o clube comemorará quatro décadas de uma das maiores façanhas da sua história.

HEXACAMPEONATO

Em 1978, o Galo iniciou a maior sequência de títulos estaduais seguidos da Era Mineirão, o hexacampeonato, que teve a última taça levantada em 1983.

Foi um período em que o clube dominou o futebol mineiro com um dos maiores esquadrões da sua história, composto por craques como Reinaldo, Toninho Cerezo, Éder e Luizinho, entre outros.

E, com certeza, não há maneira melhor de comemorar os 40 anos do início do hexa que com a conquista de mais um Campeonato Mineiro, que seria o 45º do clube, maior vencedor da competição.

PALESTRA

No caso do Cruzeiro, há dois pontos importantes para que o clube possa desejar o Campeonato Mineiro de 2018, embora a prioridade na temporada seja a reconquista da Copa Libertadores, competição que não vence há duas décadas.

Neste período, disputou o principal torneio de clubes do continente nove vezes e o máximo que alcançou foi o vice-campeonato, em 2009.

O primeiro objetivo celeste é evitar que seja igualado o maior período sem vencer o Estadual desde o hexa atleticano. Entre 1999 e 2002, o Cruzeiro não foi campeão mineiro, mas neste último ano o Campeonato Mineiro foi apenas com clubes do interior.

De toda forma, se não ganhar o Estadual em 2018, o Cruzeiro completará quatro anos sem levantar a taça do Mineiro, o que não acontecia desde o início dos anos 80.

O outro ponto que motiva a Raposa é histórico. Em 2018, o clube comemora 90 anos da sua primeira conquista, ainda como Palestra Itália.

Em 1928, tinha início a série de títulos que terminaria com o tri, em 1930, num tempo em que o Campeonato Mineiro era chamado de Campeonato da Cidade, por contar apenas com equipes de Belo Horizonte e da Região Metropolitana.

NOVA HISTÓRIA

Com a entrada na Copa do Brasil apenas nas oitavas, o América terá o Estadual como única competição até a decisão do título, caso ele chegue nela. E isso pode fazer diferença, pois o Cruzeiro estará envolvido na Libertadores e o Atlético na primeira fase da Sul-Americana e também nas etapas preliminares da Copa do Brasil.

De toda forma, o grande desafio americano na temporada é se manter na Série A do Campeonato Brasileiro, competição que o clube disputará mais uma vez.

Em 2016, ano em que também jogou a Série A, venceu o Campeonato Mineiro, derrotando o Atlético na decisão, mas foi rebaixado no Brasileirão.

A torcida americana espera que a primeira parte dessa história se repita, mas que a segunda não aconteça e que o clube permaneça na elite do futebol brasileiro.

 






TOP MAIS
1 - ZÉ NETO E CRISTIANO STATUS QUE EU NÃO QUERIA
2 - VITOR KLEY O SOL
3 - GUSTAVO MIOTTO CONTRAMÃO
4 - ATITUDE 67 CERVEJA DE GARRAFA
5 - IZA PART. RINCON SAPIÊNCIA GINGA

 

Telefone de contato: (31) 3831-3522 / 3831-2878 / E-mail: pontal@radiopontal.com.br
Estamos localizado na Rua Francisco Osório de Menezes, 900 - Campestre - Itabira/MG
Rádio Pontal FM 104,3 - 2018. Todos os direitos reservados. - Site Ouro