facebook 
Home Futebol Colunistas Planeta música Vagas de Empregos Documentos perdidos Fotos Promoções Contato
            Pontal Abrangência Programas
Futebol
SEGUNDONA – Desfalcado, VEC arranca empate diante do Athletic Clube

 

O VEC (Valeriodoce Esporte Clube) enfrentou sérias diversidades para enfrentar o Athletic da cidade de São João Del Rei, no estádio Joaquim Portugal, nesta tarde (17). Alguns valerianos foram à região do Campo das Vertentes apoiar o time da Terra de Drummond. A primeira dificuldade contornada foi a gerada pelos custos da viagem.

Até o quinto dia útil, o pagamento dos jogadores do Valério não tinha sido quitado, e uma campanha pelas redes sociais buscava a venda de camisas para garantir os recursos necessários. O adversário, segundo o técnico do VEC, Roberto Gaúcho, tem premiação prometida de R$ 180 mil, no caso de conseguir o acesso. 

 

O Valério ainda enfrentou problemas com contusões: não viajou o lateral direito Elivelton com torção no tornozelo esquerdo, em tratamento na capital; o meia Raymond acompanhou a delegação, mas sentindo trauma no tornozelo direito decidiu ir na última hora; e ainda, o capitão Denílson se machucou aos dez minutos de partida, sendo necessário ser removido do gramado por homens maca. Mesmo sem esses três importantes titulares, havia o fator tempo. Antes do jogo um temporal atingiu a cidade, e a instabilidade do clima acompanhou os noventa minutos.

Primeiro Tempo

O volante Ramon entrou na vaga de Denílson para sua segunda participação no campeonato. A limitação de atletas com mais de 23 anos, impediu que o suplente imediato, Luiz Gustavo acompanhasse a delegação. A posição do VEC foi clara, se fechar e aproveitar os contra-ataques com a velocidade de Cassiano, e a estatura do centro-avante Erick. Partida ríspida, com poucas chances, mas sem exigir os goleiros.

As equipes pareciam aguardar falhas do adversário, se preservando talvez por receio de contusão no gramado pesado. O itabirano Igor Bágio, outra vez se destacou buscando o jogo e na ausência do experiente atacante Adenílson, entregue a tratamento médico. Adenílson acompanhou a partida orientando a distância seus companheiros do chamado Esquadrão de Aço.

Na reta final Carlos Caporã teve uma chance clara, mas Tiaguinho e Ramon impediram o gol do mandante. Victor também teve que interceptar cruzamentos na área do VEC, em cobranças de escanteio. No intervalo os jogadores do Dragão comemoraram o resultado parcial.   

“Jogo muito difícil, e com a chuva piorou porque a bola ficou rápida. Vamos jogar pelo menos para empatar e fazer o resultado em casa,” disse o zagueiro Gabriel Henrique. “Entrei porque estou preparado para ajudar. Vamos ouvir o professor Roberto Gaúcho e saber o que vamos fazer para voltar com os três pontos para Itabira,” declarou Ramon.

Segundo Tempo

Aos quatro minutos, cruzamento do Cassiano para Nathan, mas Jeferson se antecipou, impedindo a conclusão. Foi a primeira investida ofensiva do Dragão na etapa complementar. Os times abusavam da perda de bola, e a partida se concentrava no meio de campo. A velocidade de Cassiano e as jogadas aéreas, não tinham até então, surtado o efeito esperado pelo VEC. Danilo e Sidimar, defensores do Athletic Club estavam bem na exibição.

Na jogada pessoal Cassiano tentava passar por Sidimar, mas auxiliado pelos volantes: Fumaça e Arílson, ex atletas do Valério, o sistema defensivo se destacava. Tiaguinho fez assistência para Erick que em lance claro, exigiu o goleiro adversário, assustando a torcida aos 12 minutos. Nos cruzamentos de escanteio, Ruan tinha a missão de realizar a jogada ensaiada. Apenas nas roubadas de bola, Caporã ameaçava os representantes de Itabira.

Visivelmente desgastado, Carlos Caporã foi sacado pelo técnico Cícero Júnior. As ações de ataque se resumiam ao duelo entre Cassiano e Sidimar. Para tentar um novo ânimo no ataque, Pedro foi à aposta de Roberto Gaúcho, na troca simples por Erick. Nathan aos 22 minutos impediu o primeiro gol da partida, em lance do lateral Adriano. A bola passou pela grande área sem conclusão.

Guilherme Henrique se queixou de dor muscular, depois de disputar a bola com Bágio. O zagueiro que na ausência de Denílson foi o capitão do Dragão voltou para concluir o segundo tempo. Ramon e Diego Fumaça protagonizaram discussão e foram severamente advertidos pela arbitragem. Melhor fisicamente, o VEC buscava pressionar na reta final da partida.

Em assistência de Tiaguinho, chute de Ruan que assustou os jogadores do Athletic. Lorran tentou imprimir velocidade, devido ao desgaste de Ruan. “Hoje foi um jogo muito pegado e de contato. Soubemos suportar e agora é fazer nosso jogo em casa. Um resultado a ser comemorado,” revelou Ruan. A decisão será sábado (20), às 15h em São Gonçalo do Rio Abaixo. Nova igualdade leva a decisão para os pênaltis.

VEC: Victor; Ulisses, Gabriel Ferreira, Guilherme Henrique e Ueles; Denílson (Ramon), Nathan, Tiaguinho e Ruan (Lorran); Cassiano e Erick (Pedro). Técnico: Roberto Gaúcho.

Árbitro: Felipe Fernandes Lima (FMF)


teste



TOP MAIS
1 - ZEZÉ DI CAMARGO E LUCIANO ANJO DO AMOR
2 - NICOLAS GERMANO SIMPLES E ROMÂNTICO
3 - SORRISO MAROTO O IMPOSSÍVEL
4 - ATITUDE 67 CERVEJA DE GARRAFA
5 - IZA PART. RINCON SAPIÊNCIA GINGA

 

Telefone de contato: (31) 3831-3522 / 3831-2878 / E-mail: pontal@radiopontal.com.br
Estamos localizado na Rua Francisco Osório de Menezes, 900 - Campestre - Itabira/MG
Rádio Pontal FM 104,3 - 2018. Todos os direitos reservados. - Site Ouro