facebook 
Home Futebol Colunistas Planeta música Vagas de Empregos Documentos perdidos Fotos Promoções Contato
            Pontal Abrangência Programas
Notícias
Monlevade terá protesto após estupro de estudante da Uemg

 

Um ato na tarde desta segunda-feira, 2 de outubro, reivindicará mais segurança em João Monlevade. O manifesto acontece após a divulgação de que uma estudante foi roubada, agredida e estuprada ao deixar a Universidade do Estado de Minas Gerais (Uemg), no bairro Baú, na noite da última sexta-feira, 29 de setembro.

Circula em aplicativos de trocas de mensagens e em redes sociais um convite à manifestação. Estudantes e comunidade se reunirão a partir das 14h30 em frente à Uemg e de lá seguirão em caminhada até a região central de João Monlevade. A principal reivindicação é de que haja mais segurança próximo ao campus da instituição estadual e também de outras escolas do município.

“Ficamos perplexos com a barbaridade dessa violência e, mediante a essa situação, somamos nossos esforços, a nossa voz para mais uma vez pedir que sejam efetivos e eficazes os métodos para garantir a segurança de alunos e funcionários da nossa Universidade, pedido esse que se estende também a Universidade Federal de Ouro Preto unidade João Monlevade e à Doctum”, diz trecho do comunicado.

A Uemg fica em um ponto ermo de João Monlevade, bem em frente ao Cemitério do Baú e acima da cadeia pública. Estudantes e funcionários da escola reclamam, por exemplo, de falta de iluminação adequada no local. Os matagais ao redor também preocupam. “Nós esperamos que não ocorram mais tragédias para que se tenha a atenção das autoridades. Nossa situação é séria, grave e urgente”, acrescenta o texto que circula nas redes sociais.

O crime

De acordo com o boletim de ocorrências da Polícia Militar de João Monlevade, uma estudante de 21 anos foi estuprada, espancada e roubada ao sair da Uemg. A vítima contou que o criminoso encostou uma arma em seu corpo e obrigou que ela não reagisse. O homem desceu o morro com a jovem e usou a blusa dela para amarrá-la. Ela foi deitada em uma árvore, onde o ato foi consumado. Depois, ele fugiu com R$ 50 da vítima.

Um suspeito já foi identificado pela PM. Ele seria um morador da cidade de Bela Vista de Minas. As equipes de investigação trabalham para prender o acusado. 






TOP MAIS
1 - Família de Ipatinga é cercada por criminosos e tem carro roubado na MG-120
2 - MARÍLIA MENDONÇA DE QUEM É A CULPA
3 - DILSINHO CANSEI DE FARRA
4 - HENRIQUE E JULIANO AQUELA PESSOA
5 - ZEZÉ DI CAMARGO E LUCIANO DESTINO

 

Telefone de contato: (31) 3831-3522 / 3831-2878 / E-mail: pontal@radiopontal.com.br
Estamos localizado na Rua Francisco Osório de Menezes, 900 - Campestre - Itabira/MG
Rádio Pontal FM 104,3 - 2017. Todos os direitos reservados. - Site Ouro